Os tumores cerebrais são os chamados crescimentos “anormais” de células dentro do crânio, que podem ser tanto benignos quanto malignos, levando à lesão ou compressão das células normais de nosso cérebro.

Os tumores podem ser primitivos (do crânio) ou, então, tumores metastáticos, possuindo origem inicial em algum outro órgão do corpo e, ao se espalharem pelo corpo, acabam atingindo o cérebro.

Os chamados tumores primitivos normalmente estão localizados na fossa craniana posterior, em casos de crianças, ou então nos dois terços anteriores do cérebro dos adultos.

Os tumores cerebrais constituem, atualmente, aproximadamente 1,7% de quase todos os cânceres e de 2,7% das mortes ocasionadas pela doença.

Quais os tipos de tumores cerebrais existentes?

Entre os tumores cerebrais, existem mais de 100 tipos diferentes dentre as células que os constituem. Podemos destacar como principais os seguintes:

– Meningiomas
Este tipo de tumor cerebral, é o que representa a maior parcela de casos: aproximadamente 25%. Normalmente, eles são originários de meninges da medula espinhal ou do próprio cérebro.
Em muitos casos, os Meningiomas costumam ser bem agressivos, e muitos acabam voltando mesmo após sua remoção.

– Gliomas
Este tipo de tumor cerebral constitui mais da metade dos casos em adultos e é dividido em 3 grupos diferentes:
• Astrocitoma: eles se desenvolvem a partir das células chamadas astrócitos. Em alguns casos eles são mais difusos e, em outros, bem delimitados. Neste último caso, é possível a remoção completa via cirurgia, desde que o tumor esteja ainda em início de desenvolvimento.
• Ependimoma: este tipo de tumor se desenvolve a partir das células ependimárias e a partir do quarto ventrículo. Esses tumores apresentam, na maioria dos casos, metástases já no sistema nervoso central, a partir do contato com o liquor do mesmo.
• Oligodendroglioma: neste caso, eles se desenvolvem por meio das células oligodendróglia, que é uma célula que dá sustentação ao tecido cerebral.

– Tumores da hipófise
Esses tipos de tumores são benignos, porém em alguns casos destroem os tecidos secretores, provocando níveis de hormônios insuficientes. Podem também gerar quantidades excessivas de hormônios estimulantes do nosso organismo.

– Meduloblastoma
Esses são os tumores cerebrais, que se desenvolvem muito rapidamente e acabam se espalhando em diferentes áreas do sistema nervoso, por meio do liquor do mesmo.

– Hemangioblastoma
Tumores cerebrais que se desenvolvem por meio das células de vasos sanguíneos, desenvolvendo-se em alguns casos no tronco cerebral.

– Craniofaringeoma
Tumores que se desenvolvem na base do cérebro. Normalmente, não se espalham, porém, se mantêm próximos a importantes estruturas do mesmo, ocasionando em problemas graves por meio da compressão a partir do seu desenvolvimento.

– Neuroma acústico
Tumores que se desenvolvem no nervo acústico cerebral. Ocasionam a perda de audição como primeiro sintoma notável.

– Tumores da medula espinhal
Tumores cerebrais mais raros, se originam na medula, e em alguns casos podem comprometer diferentes funções orgânicas.

– Tumores da região pineal
Tumores cerebrais mais raros, localizados na glândula pineal.

Para toda e qualquer dúvida, venha até a Neuromaster. Temos profissionais altamente capacitados, com exames de ponta, para podermos identificar todo e qualquer tipo de problema, inclusive tumores cerebrais. Venha fazer uma consulta conosco e tenha o que há de melhor na área de neurologia em toda a região.